Imprimir Resumo


XI ENPEC :: XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências
Resumo: 834-1

Poster (Painel)


834-1

A produção de conhecimentos por crianças pequenas e a importância dos não-humanos na descoberta do ar

Autores:
RIBEIRO, Natália A.1, PEREIRA, Alexandre F.1, COUTINHO, Francisco A.1
1 FAE/UFMG - Faculdade de Educação/ Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo:
O presente artigo tem como objetivo compreender a produção de conhecimento por crianças de cinco anos de idade na exploração do mundo, tendo como foco as ações dos não-humanos. Poucos são os trabalhos que tratam do aprendizado de ciências com crianças pequenas e, destes poucos, a abordagem principal é psicológica, muitas vezes transpondo concepções de pesquisa com crianças e adolescentes dos ensinos fundamental e médio para e educação infantil. Assim, os não-humanos são relegados a uma passividade e pouco informam sobre como os conhecimentos são produzidos. A teoria ator-rede (ANT) preza pela simetria, considerando as ações, independentemente de sua origem. Registrando as ações dos não-humanos, junto às ações humanas, pudemos perceber que conceitos científicos, actantes não-humanos, tomados de forma abstrata, desempenham papel mínimo, por não produzirem conexões com as crianças; porém, outros conhecimentos sobre o mundo emergem quando não-humanos concretos, como sacos plásticos e cata-ventos, produzem conexões com as crianças.

Palavras-chave:
 teoria ator-rede, produção de conhecimento, crianças pequenas


Agência de fomento:
FAPEMIG e CNPq